A clínica psicanalítica e as novas formas do gozo – Apresentação

Publicam-se aqui, neste número da Revista Tempo Freudiano, os trabalhos apresentados e debatidos durante o Colóquio “Os herdeiros da ciência: a clínica psicanalítica e as novas formas do gozo”, realizado pela Association lacanienne internationale e pelo Tempo Freudiano Associação Psicanalítica.

O encontro teve lugar na cidade do Rio de Janeiro, nos dias 9, 10, 11 e 12 de abril de 2003, e contou com a presença de colegas da França, da América Latina e de diversos lugares do Brasil.

As apresentações que se seguem conservam o teor original das intervenções, que não foram revistas por seus autores. Da mesma forma mantiveram-se as características dos debates, a forma coloquial da exposição oral, que, se eventualmente podem tornar, aqui e ali, a compreensão menos clara, por outro lado garantem, preservam alguma coisa da enunciação e da vivacidade das discussões.

A transcrição segue a ordem dos trabalhos que se sucederam nos 4 dias, com as intervenções dos seguintes psicanalistas:

Antonio Carlos Rocha – psicanalista, membro e fundador do Tempo Freudiano Associação Psicanalítica e membro (A.M.A.) da Association lacanienne internationale.

Roland Chemama – psicanalista, membro (A.M.A.) e ex-presidente da Association lacanienne internationale.

Denise Sainte Fare Garnot – psicanalista, membro (A.M.A.) da Association lacanienne internationale.

Fernanda Costa-Moura – psicanalista, membro do Tempo Freudiano Associação Psicanalítica.

Bernard Vandermersch – psicanalista, membro (A.M.A.) e atual presidente da Association lacanienne internationale.

Ângela Jesuíno Ferretto – psicanalista, membro do Tempo Freudiano Associação Psicanalítica e membro (A.M.A.) da Association lacanienne internationale.

Francisco Leonel Fernandes – psicanalista, membro do Tempo Freudiano Associação Psicanalítica.

Dionysia Rache de Andrade – psicanalista, membro do Tempo Freudiano Associação Psicanalítica.

Marcel Czermak – psicanalista, colaborador próximo de Lacan na École Freudienne de Paris, psiquiatra e ex-diretor no Hospital Henri-Rouselle, membro (A.M.A.) da Association lacanienne internationale.

Christiane Lacôte – psicanalista, membro (A.M.A.) e presidente da Association lacanienne internationale na ocasião do Colóquio.

Estamos publicando também, na abertura deste volume, dois outros textos que estão diretamente ligados aos trabalhos de nosso Colóquio. São intervenções feitas em diferentes jornadas que antecederam nosso encontro de abril de 2003. A primeira realizada em Paris, em 15 de outubro de 2001, pela Association lacanienne internationale, na Maison d’Amérique Latine, e que se chamou “Expressões contemporâneas da necessidade religiosa”. Dela trazemos a conferência de Charles Melman, “Como reconhecer uma seita?”.

A outra jornada foi no Tempo Freudiano, no Rio de Janeiro, na primeira semana de novembro de 2002, e contou com a presença de Christiane Lacôte, Denise Sainte Fare Garnot e Ângela Jesuíno Ferreto. Este encontro girou em torno das questões de Lacan em sua Conferência de Roma, de 1974, chamada “A terceira”. Desse trabalho trazemos a fala de Christiane Lacôte, “Atualidade d’A terceira”.

Print Friendly, PDF & Email