Apresentação

O Tempo Freudiano é uma associação de psicanalistas, fundada em abril de 1998, por Antonio Carlos Rocha e mais Francisco Fernandes, Ana Cristina Manfroni, Dionysia Andrade, Fernanda Costa-Moura e alguns outros. Essa fundação foi, para todos aqueles que se decidiram, apenas um ponto de partida, num tempo de construção, onde cada um inscreveria seu trabalho e sua própria formação, no mesmo ato em que se responsabilizava pela inscrição desse lugar,  o Tempo Freudiano — nome próprio — , na cidade.

E esse ponto de partida era a referência e o compromisso com o ensino de J. Lacan e de seus pressupostos sobre a teoria e a prática psicanalítica, bem como sobre os fundamentos de uma vida institucional, capaz de garantir sua transmissão. Ora, o que comanda o institucional é o discurso. Tratou-se, então, desde o início, de submeter-se a seus efeitos. Assim, o trabalho de transmissão da psicanálise no Tempo Freudiano se faz pelas diferentes atividades de seu ensino, mas igualmente — uma coisa não se separa da outra — , pelos efeitos subjetivos dos próprios dispositivos que a especificidade desse ensino implica, como discurso, e que a instituição deve garantir na formação e na qualificação de seus membros.  E isso, desde a entrada, que se faz para cada um por seu trabalho de inscrição no discurso, em que é a dimensão do ato que atesta da presença de um sujeito em causa.

A Secretaria-Geral é o lugar onde se definem e se articulam esses dispositivos, de modo a sustentar e garantir sua incidência. Acompanha-se, nesse sentido, tudo o que é da ordem do funcionamento institucional, visando a constituir e oferecer a todos, nas várias instâncias, um lugar possível de palavra e de reflexão.

A Direção de Ensino organiza e orienta tudo o que concerne propriamente ao ensino nas diferentes atividades da instituição, mantendo sempre como referência o Seminário no Tempo Freudiano – eixo principal de nosso trabalho de formação.

A Coordenação Institucional promove e supervisiona as ações necessárias à implementação de todo o funcionamento institucional e das atividades de ensino. Dirige a estrutura administrativa e é responsável pela circulação interna das informações e pela correspondência externa.

 

 

 

Print Friendly